sábado, 31 de outubro de 2009

achados: O HOMEM E AS COISAS (Manuel Bandeira)

Quando eu era menino
Olhava para as coisas
Como se sempre as visse
Pela primeira vez.

Agora que estou velho
Sempre olho para elas
Como, ai de mim, se as visse
Pela última vez.

Poema encontrado pelo "bandeirólogo" Edson Nery da Fonseca num álbum de 1965, chamado "Morte", transcrito na Folha de S. Paulo em 04 de janeiro de 2004.

Um comentário:

  1. Na intenção de divulgar o meu trabalho, cheguei até aqui. Muito bom o seu espaço, gostei bastante. Certamente voltarei mais vezes. Aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Se você gosta de histórias, garanto que vai gostar.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir