sábado, 31 de dezembro de 2011

Brasão de Tatuí


Escudo português redondo coroado pela coroa natural de cidade.

Cortado e partido, no primeiro quartel uma brisa, as armas de Cuiabá; montanha ao natural folheada de ouro em campo de sinople (verde).
Um tatu ao natural e um rio de blau (azul) em campo de ouro.

A montanha das armas do Carmo, ao natural, com a sua cruz de prata e as suas estrelas, do mesmo metal, e uma lua crescente de prata tudo em campo de blau.
 
No segundo quartel, um castelo forte de outro sobre o fundo de goles (vermelho).
 
Timbre, um leão nascente de ouro com uma flor de lis de goles de espádua.
 
No listão azul inscreve-se em letras de ouro a divisa da cidade - PER ARDVA SURREXI (do latim, Surgi Pelo Trabalho).
 
Suportes - um ramo de café frutificado à destra e um ramo de algodão à sinistra.
No centro uma roda dentada tudo ao natural.
As armas de Cuiabá lembram a fundação da Vila São João do Benfica pelo bandeirante Paschoal Moreira Cabral.
O tatu e o rio constituem as armas falantes da cidade, traduzindo a etimologia da palavra Tatuhy, do tupi-guarani, Rio do Tatu.
As armas da ordem do Carmo recordam que as terras em que se ergueu a cidade foram uma Sesmaria do Carmo. A lua crescente é o símbolo de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da população católica da cidade.
O castelo forte recorda a atitude dos tatuianos defendendo sempre a legalidade e sacrificando-se heroicamente nas lutas contra o Paraguai.

O leão nascente e o timbre do brasão de armas concedido, em 1807, pelo príncipe D. João, a Manoel Rodrigues Jordão.
Os ramos de café e algodão recordam as duas principais culturas do município e a roda dentada é a representação das indústrias enquanto a divisa "PER ARDVA SURREXI" é a expressão legítima dos tatuianos que tudo fizeram e tem feito pelo seu esforço próprio.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Armas de grande porte correspondem a 20% do total recolhido em campanha - Brasil - R7

Bioinseticida contra mosquito da dengue chega em 2012

Substâncias que causam alergia podem ser testadas sem usar animais

Neurocientistas demonstram avanço revolucionário na leitura da mente

Dieta Mediterrânea melhora saúde e faz viver mais

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

email

Olá, Querido, nós vimos o seu blog emhttp://rubensoficial.blogspot.com e queria entrar em contato com você. Nós gostamos de seu blog e gostaria de lhe oferecer uma cooperação. Aqui está um Cupom com um desconto de 5% em todas as ordens em nossa loja on-line de modahttp://risingtaste.com (cupom: blogspot2011). Você pode usá-lo para seu uso pessoal ou fazer um artigo sobrehttp://risingtaste.com em seu blog. Espero que você goste de nosso presente. seu Risingtaste.com

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Nota de pesar da presidenta Dilma Rousseff pelo falecimento do jogador Sócrates


O Brasil perde um de seus filhos mais queridos, o doutor Sócrates. Nos campos, com seu talento e seus toques sofisticados, foi um gênio do futebol, a ponto de ser considerado o melhor jogador sul-americano de 1983, e ser escolhido pela FIFA, em 2004, como um dos 125 melhores jogadores vivos da história. Como jogador do Corinthians, deu muitas alegrias à torcida.

Além de ídolo do futebol, Sócrates foi um campeão da cidadania. Fora dos campos, nunca se omitiu. Foi um brasileiro atuante politicamente, preocupado com o seu povo e o seu país. Procurando o bem-estar de seus companheiros, ajudou a implantar um sistema democrático no clube em que atuava. Participou também ativamente da campanha pelas Diretas-Já e de outros momentos importantes da redemocratização do país.

Lamento a perda de um grande brasileiro e envio meu abraço solidário a seus parentes, amigos e admiradores.

Dilma Rousseff
Presidenta da República Federativa do Brasil

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Versão de Amy Winehouse para Garota de Ipanema vaza na web | Jornal Correio do Brasil

Dom Casmurro de Machado de Assis ganha versão em quadrinhos | Jornal Correio do Brasil

Assembleia paulista aprova proibição de propaganda de cigarros no comércio | Jornal Correio do Brasil

A importância das calçadas para circular pela cidade

Leandro Sarmatz
Conteúdo do site Vida Simples


Ainda no século 19 os parisienses inventaram a figura do flâneur, esse passeador urbano, despreocupado, que (e daí vem o termo) flana pelos bulevares de uma grande cidade. Experimente bancar essa figura em uma cidade brasileira e sair levinho por aí, olhando o horizonte (isso quando há horizonte), sem se preocupar com cada passo que der: o menos grave que poderá acontecer será um tropeço. Mas há casos de pernas quebradas e outras encrencas mais graves.

Com raras exceções - zona sul do Rio de Janeiro, avenida Paulista em São Paulo e mais uns poucos lugares -, o estado e a fluidez de nossas calçadas não são uma preocupação dos governantes. Tampouco dos cidadãos, que esquecem sua importância inclusive como elemento de sociabilidade (lembra quando as pessoas ficavam conversando nas calçadas? Pois é).

Aí é o caminhão que estaciona no meio do passeio público, o lixo acumulado entre o poste e o meio-fio, a banca do camelô entre o poste, o orelhão e o portão do prédio.

Como passar? É com esse mote que o jornalista Eduardo Nasi, morador do Brooklin, na capital paulista, participa de uma página no Flickr com verdadeiros flagrantes de descaso urbanístico com essa figura cada vez mais rara, o cidadão que caminha. 'A intenção não é fazer uma denúncia e recriminar os vizinhos. Porque o problema é geral, é cultural, a gente deixou de ver a calçada como um lugar bacana do bairro. As pessoas não fazem por mal. Quando elas se dão conta do que estão fazendo, se constrangem. Pedem desculpas. E tomam providências de verdade", diz.