terça-feira, 1 de novembro de 1983

Uma criança é o que mais podemos chamar de poesia concreta.

penso

Penso, logo sou um pensador.

água

Água mole em pedra dura? É cascata. 

terra de cegos

Em terra de cegos, quem tem um olho é homem de visão.

absurdo

Mais do que um absurdo é um absurdo-e-cego.

peixe leão

O peixe leão vive reclamando o título de rei dos mares, que lhe é negado pelas outras espécies.

céu nublado

O céu nublado é um método anticoncepcional que evita o nascer do sol.

cão

Quem não tem cão caça um.

peixe martelo

O peixe martelo, ao atingir a adolescência, sonha em encontrar o seu carpinteiro encantado?

caminhoneiro

Bronca de caminhoneiro: o que eu não consigo entender são os buracos negros do asfalto.

pedágio

Uma das funções do pedágio é a de pentear o tráfego.

lua cheia

Isso que dizem ser lua cheia não passa de um orifício no céu, por onde vemos um pouco de seu esplendor interno.

R

O 'R' é a letra que dá mal conselho.

par

Na loja, peça sempre um par de meias, nunca uma inteira.

neblina

A neblina rouba a paisagem "de mentirinha".

coqueiros

Os coqueiros soprados pelo vento parecem chaminés a expelir fumaça verde.

a roupa e o joelho

Qual a diferença entre a roupa e o joelho? A roupa a gente torce quando junta água e o joelho junta água quando a gente o torce.

cheque

O cheque é um alvará de soltura para o dinheiro preso nas agências bancárias.