terça-feira, 19 de abril de 1977

Jornal O Progresso de Tatuí











Minha identidade funcional do jornal O Progresso de Tatuí, de 1977. Constava como colaborador do setor de reportagem por falta de curso de jornalismo, exigência da época. Meu serviço era a reportagem e a redação. Fui sucessor de José Teixeira de Almeida, apresentado à redação pelo jornalista Walter Mota, que me conheceu pela revista Aldeia Global.

Ela é assinada por José Nascimento, diretor do jornal, que cuidava da parte administrativa. O jornalista responsável era Vicente Ortiz de Camargo, que também trabalhava no Conservatório de Tatuí. Sua mulher, Marina da Coll, era proprietária da empresa.

Lembro que ainda trabalham no jornal, nessa época, os tipógrafos José Paulo de Moraes e seu irmão, Cassemiro Cordeiro fazia entregas. Eram colaboradores: Walter Silveira da Mota (filósofo), Hélio Reali (colunista), Macedo Dantas (escritor), Cecê César Junior (jornalista), Maurício Loureiro Gama (jornalista), Enio Teodoro Wanke (poeta), Paulo Roberto Camargo Barros (poeta), Luiz Gonzaga Oliveira (poeta), entre outros.