quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

as palavras sofrem: ANTIBIÓTICO

Do grego, anti significa "contra"  e bio, "vida". Antibiótico significaria "contra a vida". Assim, quem toma antibiótico poderia estar tentando um suicídio...

Acontece que a palavra foi criada para designar um medicamento capaz de matar bactérias no organismo humano ou animal. Seria mais correto denominá-lo de antimicrobiano, como fazem alguns. Mas "antibiótico" já está consagrado. Deixa pra lá.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

NÃO TENHA MAIS DE 10 CALCINHAS

A Lei dos Três Erres finalmente apareceu na telinha, na TV Tem. É sempre importante divulgá-la. Mas, ao contrário do que alguns dizem, ela tem uma ordem a ser seguida.

O primeiro erre é o de Reduzir ou Racionalizar. É o "R de anticonsumismo"... Não comprar mais do que se precisa. Calcula-se que um terço dos alimentos que compramos acaba no lixo.

Vale também para outros bens. Quanta coisa a gente compra sem precisar e acaba não utilizando. Agora, li no Almanaque Medley, ano 9, nº 62, um conselho inusitado da ginecologista Franciele Minotto às mulheres: " Nunca tenha mais de 10 calcinhas, pois assim você as lava com mais frequência e elas estarão sempre limpas. Evite usar aquelas que estão guardadas na gaveta há meses". Questão de higiene. Mas também de sustentabilidade. 

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Carnaval

A palavra Carnaval tem o significado de "adeus à carne". É uma referência à tradição católica romana de abstenção ao consumo de carne. Mas a festa que conhecemos não tem nada disso. Chega mesmo a ser considerada um evento meramente carnal, em seu sentido oposto ao espiritual, uma festa pagã. Lembro de certa vez, quando trabalhava em Boituva, que os quadrangulares daquela cidade criaram, no período de carnaval, um evento chamado Espiritoval. Carnaval sugere "carne vale", "o que vale é a carne", coisas assim. Hoje, a palavra Carnaval é tida como sinônima de Folia. A palavra mais vinculada à festa é Alegria. É tida como uma pausa no stress do dia-a-dia.

No período do carnaval, as autoridades se preocupam com as consequências do aumento no consumo de bebidas alcoólicas e entorpecentes, e da promiscuidade, que resultam em violência, acidentes e proliferação das DSTs. Policiais cumprem escalas extras, os etilômetros são amplamente utilizados nas estradas para flagar foliões embriagados, são distribuidos preservativos para a intimidade. São registrados muitos casos de atentado ao pudor.

A máscara é tradição no carnaval. Esconde-se o rosto para tirar a máscara do dia-a-dia. Assim me falaram.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

fiquei sabendo: PRONÚNCIA CRIMINAL

Uma pessoa pode ser levada a pensar: se a Polícia indiciou alguém por homicídio ou tentativa; se o Ministério Público aceitou o indiciamento e denunciou ao Juízo; se o Juiz processou e pronunciou o réu, levando-o a Juri popular, é porque existem provas contra ele. Mesmo assim, muitas vezes ele é absolvido pelo corpo de jurados. Afinal, o que é uma pronúncia? Veja a definição abaixo e tire qualquer dúvida: 
Pronúncia é uma sentença de conteúdo declaratório em que o Juiz considera admissível a acusação, para que esta seja submetida e decidida no Plenário do Júri. Para a pronúncia, é exigida apenas a convicção sobre a existência de crime e indícios da autoria, não sendo cobrada a certeza necessária para a prolação de condenação criminal. (RJTJSP 114/540)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

postagens fantasmas

Parece que consegui acabar com as postagens fantasmas. Fui surpreendido ontem com grande quantidade de postagens de listas de remédios e propagandas do Windows, do Nero, do Adobe etc. As postagens apareciam em meu nome com intervalos de 8 minutos, mais ou menos. Mudei a minha senha duas vezes e não resolveu. Por fim, desativei a postagem por e-mail e coloquei um recado ao pessoal que me lê. Fiquei um tanto preocupado, mas, pelo que vejo, tudo voltou à normalidade. []s

sábado, 13 de fevereiro de 2010

quadrinhos: 1

Quadro 1 - O visitante chega próximo do doente e pergunta: está melhor?
Quadro 2 - Com voz fraca, o homem resmunga: "moito melhor".
Quadro 3 - O visitante sai à porta e informa os de fora: diz que está muito melhor.
Quadro 4 - Com cara de dúvida, pensa: ou ele teria dito "morto é melhor"?

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

PAPEL DE JORNAL

Quando eu trabalhava no jornal O Progresso de Tatuí, acho que em 1979, certo dia, enquanto redigia notícias na máquina de escrever, passou por mim o diretor-gerente da empresa, José Nascimento, me observou e disse que cada um que passava por ali deixava sua marca. Fiquei um tanto surpreso e nem imaginava a que ele se referia. Qual seria a minha marca?

O que o senhor está dizendo? - perguntei. Então ele se referiu ao papel que eu usava. Quando cheguei ao jornal, cortava-se o papel-jornal (fornecido pela T. Janner, ainda me lembro) em tamanho sulfite, disponibilizando-o à redação.


Um dia o papel faltou e quando o diretor foi providenciar o corte, eu disse que não precisava, que iria utilizar o verso dos muitos press-release que a redação recebia diariamente e que, na sua maior parte, ia pra lixeira porque o assunto não interessava. Eu, sempre avesso ao desperdício, encontrei uma utilidade para aquilo, redigindo notícias no verso em branco. Era até melhor para os tipógrafos, pois o papel branco deixava as letras mais visíveis do que no papel-jornal, que é pardo, principalmente quando a tinta da máquina de escrever já não estava tão nova... Nunca mais o Progresso cortou papel-jornal para a redação, pelo menos até que a empresa foi vendida para o Ivan Gonçalves e o Roberto da Nova Tatuí. 

Somente hoje, relembrando tudo isso, dou um valor mais nobre ao meu feito. Economizando recursos para o jornal (porque jornal no Interior era - e talvez ainda seja - economicamente, uma aventura, não tendo como desperdiçar),  eu estava agindo de forma ecologicamente correta, reutilizando o papel. Reutilizar: o segundo da Lei dos Três Erres. Naquele tempo ninguém falava em sustentabilidade.

No dia seguinte, chegou à redação o jornalista e filósofo Walter Silveira da Mota e pediu mais folhas de papel. José Nascimento estendeu-lhe um maço de press-release. Walter ficou olhando pra ele, sem entender.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

AUTOESTIMA

SINAIS DE PERIGO

Se você se identifica com quatro dos sintomas desta lista, você tem baixa autoestima. (Nathaniel Branden, psicoterapeuta estadunidense).

1. Fazer autoavaliações frequentes, perguntando: “Por que sou assim”?
2. Sentir cansaço e stress constantes diante das atividades normais do cotidiano.
3. Preferir ficar sozinho a conhecer novas pessoas. Ter dificuldade em fazer novas amizades.
4. Sentir-se incapaz de atingir objetivos anteriormente determinados.
5. Achar que as coisas só dão certo com os outros.
6. Sorrir raramente e ter uma visão negativa das pessoas com quem convive.
7. Evitar fitar os olhos do interlocutor ao conversar.
8. Achar-se o motivo do aborrecimento alheio.
9. Temer o futuro, achando que as coisas ruins vão acontecer.
10. Colocar a culpa nos outros pelos próprios erros.

SINAIS DE BAIXA AUTOESTIMA

(Ana Maria Rossi, psicóloga brasileira)

1. Fico ofendido ao receber críticas.
2. Quando passo por período de stress, minha saúde fica debilitada e acabo doente.
3. Faço coisas contra a minha vontade para agradar aos outros e ser aceito no grupo.
4. Costumo exagerar meus defeitos e minimizar minhas qualidades.
5. Ao conhecer alguém bem sucedido, fico pensando: Por que não sou assim?
6. Sinto que não posso contar com meus amigos, porque nossa amizade é superficial.
7. Sou perfeccionista e exijo muito mais de mim que dos outros.
8. Relacionar-me com outras pessoas é uma tarefa árdua, que exige um enorme esforço.
9. Antes de apresentar algum trabalho ou projeto, sinto que vou fracassar.
10. Evito criar intimidades com outras pessoas.
11. Sinto-me inseguro ao encarar um novo desafio.
12. Culpo-me quando as coisas não saem como planejadas.
13. Quando o meu sucesso é reconhecido, desconfio dos elogios.
14. Acho que pedir ajuda diante de um problema é sinal de fraqueza.
15. Antes de um compromisso social, tomo bebida alcoólica ou algum calmante para me sentir mais seguro.

SUGESTÕES:

1. Não desdenhe aquilo que você é. (Michel de Montaugne)
2. Aprenda a adequar sua maneira de agir aos valores da sociedade onde vive. (Shinobu Kitayama)
3. Concentre-se nos pontos fracos que podem ser mudados e melhorados. (Daniel Hart).
4. Identifique os comportamentos e as crenças negativas que foram construídos durante sua vida. Questione essas crenças. As que não contribuírem para uma vida harmoniosa devem ser limadas do comportamento do dia-a-dia. São os pensamentos e as atitudes próprios – e não os eventos externos – que moldam os sentimentos. (Eliana Melcher Martins).

REGRAS BÁSICAS PARA ELEVAR A AUTOESTIMA

1. Examine seu passado e perceba os erros que podem ser corrigidos, e concentre-se neles. Aceite o que não pode ser corrigido ou melhorado.
2. Esforce-se para encontrar um meio-termo entre o tudo e o nada.
3. Dê um sentido à sua vida, seja em prol da comunidade ou de sua carreira.
4. Ao receber críticas, lembre-se dos elogios correlatos.
5. Comente com sua família e seus amigos suas realizações positivas. Alardear o próprio sucesso ajuda a reforçar sua autoconfiança e elevar sua autoestima.
6. Faça ginástica. A prática regular de exercícios ajuda a elevar a autoestima.

AUTOSSUGESTÃO

Repita calma e mecanicamente vinte vezes seguidas uma das frases abaixo para si mesmo para que, ao ser ouvidas, façam parte de você.
* Tenho valor.
* Um dia todos me respeitarão e me admirarão.
* Gosto de mim.
* SOU CAPAZ DE FAZER MINHAS TAREFAS.
* Eu me respeito.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

AMIGO (José Lannes)

Amigo é o que nos procura
simplesmente por sentir
prazer, descanso, ventura,
em nos ver e nos ouvir.

Aconselha-nos, se erramos,
sem humilhar-nos, porém,
e sempre que precisamos,
ao nosso encontro ele vem...

Tem muito dos nossos gostos,
das nossas opiniões
e, se divergem os rostos,
concordam os corações.

Quando um dia, inopinada,
uma dor nos espezinha...
Embora bem disfarçada,
num relance ele adivinha...

Com uma palavra breve
e sábia, realiza o encanto:
eis que já sentimos leve
o que nos pesava tanto!

Na hora torva e indecisa
em que descremos de nós,
só ele nos valoriza
com sua alma e sua voz!

Mais que irmão! conceito antigo
nos instrui com perfeição,
se nem todo irmão é amigo,
todo amigo é sempre irmão. 

Mas não é qualquer no mundo
que possui o raro dom
de ser amigo profundo...
É preciso, antes, ser bom.

as palavras sofrem: TRIÂNGULO

É comum vermos em propaganda de filmes a expressão " triângulo amoroso" se referindo ao caso de uma pessoa que tem relacionamento amoroso com outras duas. Mas, pensando bem, a palavra triângulo se refere a uma formação geométrica em que o ponto A se une ao B, que se une ao C, que se une ao A, formando três ângulos. Então, nos casos tratados nos filmes, há a necessidade de que haja um relacionamento homossexual para completar o terceiro ângulo, o que geralmente não ocorre. O que vemos é um trio amoroso e não um triângulo. Concorda?