quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

tweet / Nota zero

domingo, 28 de dezembro de 2014

álbum / Jantar japonês

 Jantar no restaurante japonês Sushiya, em Tatuí. Ótima comida, ótimas companhias.
Edson e Joice
Rubens e Zélia
Leo, Maéli, Josana e Gaby

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

caderno / Cantiga sua partindo-se (João Ruiz de Castelo Branco)

Senhora, partem tam tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.

Partem tam tristes os tristes,
tam fora d'esperar bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

Trata-se da composição mais conhecida do Cancioneiro Geral. Ao contrário das cantigas do trovadorismo, não é necessário traduzir para o português moderno. Não se trata mais do dialeto galeco-português, mas da língua portuguesa arcaica, anterior à sistematização ocorrida no período clássico. Cantiga sua Partindo-se é amplamente conhecida e apreciada, onde a limpidez da linguagem e os achados expressivos servem de coro a uma primorosa síntese do lancinante sentimento de amar e ter de partir, num clima de quase elegia, tão mortificante o sofrimento que no poema se confessa: o ritmo, determinado por uma melopéia propositadamente monótona e plangente qual, cantilena, ondulante e reticente, colabora com eficácia para conferir aos versos um ar de mistério e fugacidade, motivo suficiente para fazê-los de permanente agrado do leitor de poesia.

voo livro / Livro de Ester


Disse Hamã, maroto, a Mardoqueu:
- Hoje serás um 'de cujus'...

Ao que concorda o judeu:
- ... de cuja honra o rei se agrada.



vídeo / 2014: Year in Photos in Google+


sábado, 1 de novembro de 2014

caderno



caderno / Constantino



sexta-feira, 31 de outubro de 2014

tweet / P.Ó.



domingo, 26 de outubro de 2014

cata-frase / Leonardo Boff



cata-frases / Cortela


cata-frases / Cortela


cata-frases / Nicolelis



quinta-feira, 23 de outubro de 2014

linha do tempo / Inauguração do polo de Tatuí da Faculdade Sudoeste Paulista

Foto: Evandro Ananias / Prefeitura de Tatuí
Vicente Menezes, vice-prefeito (1), Rubens Oficial (2), J. Antonio Fonseca, assessor do vereador Antonio Marcos (3), Antonio Marcos de Abreu, vereador (4), Ricardo Pelegrini (5), José Manuel Corrêa Coelho, o Manu, prefeito (6) e Alexandre Chaddad (7).

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

cata-frases / Janio de Freitas


terça-feira, 14 de outubro de 2014

tweet / Vox populi


sábado, 6 de setembro de 2014

caderno / Nossos dias

Ensinei meus filhos de que não há dia para se dar presente. Pode-se presentear quem queremos bem a qualquer dia do ano, inclusive nos dias comemorativos, dia dos pais, das mães, das crianças, natal...

O que não existe é dia de receber presentes. Se houver obrigação de se dar algo a alguém e o direito de recebê-lo, então o significado se perdeu. Seria como o salário mensal dos trabalhadores, sem qualquer perfume de amizade ou consideração, mas simplesmente uma troca.

Como é gostoso ser lembrado por alguém quando nada se espera! Sentir a aura do amor fraternal.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

artigo / O otimista, o pessimista e o negador

É comum ver uma pessoa chamada de pessimista responder que está sendo apenas realista.

Pois vejamos: a figura mais conhecida de definição do pessimismo e otimismo é aquela do copo d'água. O otimista diz: o copo está meio cheio. O pessimista: o copo está meio vazio. Nesse caso, tanto um como o outro estão sendo realistas, apenas com foco diferente.

Então concluímos que um vê o que há de bom e o que de bom pode ainda ser realizado, enquanto o outro foca no negativo que há o que poderá vir a ser. O primeiro fica feliz e motivado pelas suas expectativas, enquanto o segundo somente reclama e pouco age, como que paralisado com medo do resultado ruim que poderá advir.

Mas, pior que o pessimista é o indivíduo negador. Aquele que não vê água nenhuma no copo, que nega a realidade. É meio caminho andado para a psicose.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

antologia / VELHO TEMA I Vicente de Carvalho

Velho Tema

Só a leve esperança, em toda a vida,
Disfarça a pena de viver, mais nada;
Nem é mais a existência, resumida,
Que uma grande esperança malograda.

O eterno sonho da alma desterrada,
Sonho que a traz ansiosa e embevecida,
É uma hora feliz, sempre adiada
E que não chega nunca em toda a vida.

Essa felicidade que supomos,
Árvore milagrosa que sonhamos
Toda arreada de dourados pomos,

Existe, sim: mas nós não a alcançamos
Porque está sempre apenas onde a pomos
E nunca a pomos onde nós estamos.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

sábado, 2 de agosto de 2014

artigo / Eu

O tema foi proposto pela minha mulher, Zélia. Eu. É o nome mais curto de um livro que eu conheço, de Augusto dos Anjos. É verdade que, posteriormente, foram adicionados outras poesias e ele passou a se chamar Eu e Outros Poemas. Eno Teodoro Wanke, poeta nascido no Paraná e radicado no Rio de Janeiro, que mandava sonetos para publicação no jornal O Progresso de Tatuí, editou um livro chamado É. Mas foi de propósito, só para ser imbatível no ranking dos menores títulos. Assim não vale.

***

Hoje mesmo estive ouvindo uma entrevista do filósofo brasileiro Huberto Rohden concedida a Xênia Bier, pelo YouTube. E Rohden fala de Jesus. A certa altura, ele afirma que o Mestre não tinha a vocação para ser carpinteiro, mas sim para ser profeta e messias, mas sua profissão era a de carpinteiro. Então conclui que "a vocação é do Eu e a profissão é do Ego". Guardei bem esse conceito para meditar, para entender melhor. Filosofia parece uma coisa à toa, mas faz a gente pensar muito.

***

Na Bíblia, quando Moisés insiste com Deus em saber Seu nome, o Pai fala "Eu sou o que sou". Se alguém perguntasse qual deus o mandou para tirar os hebreus do Egito, era pra responder "Eu Sou me enviou". Mas eu digo que, no português, não há a necessidade de se usar o pronome. Pode-se dizer que Deus orientou Moisés a dizer que "Sou me enviou", ficando o pronome Eu em oculto. Deus é o que é: Deus.

***

Lembro-me de uma piada crítica aos Estados Unidos da América. Um pergunta: quem USA o Brasil? e o outro responde: EEUU! Um Eu bem arrogante. Outros tempos.

***

Uma das frases mais conhecidas em todo o mundo é "eu penso, logo existo", de René Descartes. Mas, no português, para que o pronome Eu? Penso... é porque é o tema desta crônica, ora!

sábado, 28 de junho de 2014

as palavras sofrem>>> Taça, Copa

A taça do mundo é nossa!, ganhamos a Copa do Mundo. Na realidade o que nós ganhamos foi um troféu. Veja seus significados no que tange nosso tema:

"tro.féu
sm (gr trópaion, via lat trophaeu) 1 Insígnia ou sinal que se expunha ao público em comemoração de alguma vitória. 2 Sinal ou insígnia de uma vitória. 3 Árvore com os ramos engalhados em que se penduravam enfeixadas as bandeiras, as armas e os despojos tomados ao inimigo." (Michaelis)

"ta.ça
sf (ár Tâsa) 1 Vaso para beber, pouco fundo e de boca um tanto larga; copo. 2 Espécie de vaso de metal cinzelado ou não, provido de tampa, asas e pé, que se oferece ao ganhador de uma disputa esportiva ou concurso de beleza. 3 Pequena malga; tigelinha." (Michaelis)

"co.pa
(ó) sf (lat cuppa)  Copo, taça, vaso, taça ornamental oferecida como prêmio, especialmente como símbolo de um campeonato: Copa do Mundo." (Michaelis)

Podemos ver que taça e copa são palavras sinônimas e são um tipo de troféu. No entanto, nem a taça Jules Rimet (que o Brasil ganhou em definitivo) nem a copa Fifa (que permanece com o campeão da época) são taça ou copa porque não tem o formato de copo. São troféus. No inglês, World Cup, copa do mundo, também tem o sentido de copo de boca larga.

terça-feira, 27 de maio de 2014

caderno / Ney Matogrosso e o Bolsa Família

Ney Matogrosso criticou o programa Bolsa Família na televisão portuguesa. Para o cantor, as mulheres pobres do Brasil engravidam para receber o benefício: "Quanto mais filho, mais dinheiro ganha. Então elas fazem mais filhos". É lamentável que alguém que canta 'Rosa de Hiroshima' apresente um preconceito tão horrível do pobre brasileiro. Se pelo menos ele se ocupasse em comprovar cientificamente essa realidade...

caderno / Paulo Coelho e a Copa

Quando Paulo Coelho podia se manifestar contra a realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil, ele apoiou e integrou a comitiva nacional para a escolha. Agora que tivemos todas as despesas para prepararmos a estrutura necessária e sem tempo para alterações, ele difama o país na Europa de forma inconsequente. Parece que o que ele quer é mesmo fazer é fazer se marketing pessoal: quando o povo queria a copa, ele estava lá, quando parte do povo se manifesta contra, ele muda pra cá. Se não for marketing pessoal será coisa pior.

sábado, 24 de maio de 2014

minicontos / Tweetconto

Passos na noite. Não levantes, minha mãe, está frio! E vejo mãos que se levantam e um cobertor que desce sobre mim, como bênção.

domingo, 18 de maio de 2014

caderno / Leituras

Terminei de ler Crime de Imprensa, dos jornalistas Mylton Severiano e Palmério Dória, que trata das artimanhas da mídia dominante em dar as notícias que quer do jeito que quer, e esconder as que vem em sentido contrário aos seus interesses. Li em e-book, é mais barato. Valeu a pena. Também em e-book, reli o Evangelho de Judas Tomé, na tradução de Raul Branco. Uma coleção de frases atribuídas a Jesus, umas já conhecidas, outras novas, algumas absurdas, como de quem não entendeu direito. Em livro tradicional, terminei A tragédia de Eloá: Uma Sucessão de Erros, do jornalista Márcio Campos. Uma história de cinema, quase inacreditável.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

artigo / Deus não tem nome

Há mais ou menos 40 anos que alguns me falam que é necessário pronunciar o nome de Deus para ser salvo. Mas Deus tem um nome? Olho para o céu e me pergunto, que céu é este, qual o seu nome? E concluo que céu é céu e não temos motivo para lhe dar um nome, porque é singular. Da mesma maneira penso de Deus.

Os textos sagrados relatam que Deus criou o homem e falava com ele no Eden. Deus chamava Adão pelo nome, mas este não teve necessidade de identificar o Criador por um nome. E assim sucedeu por longos tempos. Vieram Abraão, Isaque, Jacó, José... Ninguém precisou chamar Deus por um nome, assim como o céu.

Mas quando os hebreus foram escravizados e perseguidos no Egito, Deus encarregou Moisés de liderar o êxodo para a terra de Canaã. Foi aí que Moisés pensou, eles vão me perguntar, qual Deus mandou tirar a gente do Egito? Porque no Egito se falava de muitos deuses, falsos deuses na verdade. Que nome Moisés daria ao verdadeiro Deus?

Foi aí que Moisés lembrou que os falsos deuses tinham um nome, distinguindo uns dos outros, mas que verdadeiro, o Criador, não necessitava de uma distinção, porque era único, assim como o céu. Mas como responderia, se alguém perguntasse?

Deus respondeu a Moisés, Eu sou o que sou. Então entendemos que Deus é Deus, não há o que perguntar. Todavia, disse Deus, se perguntarem - vejam bem - se perguntarem, responda, Sou me enviou. No inglês e em outras línguas há a necessidade de pronunciar o pronome, I am, por exemplo. No português, o pronome fica oculto. No hebraico antigo ficou o tetragrama Jhwh, só consoantes.

Mas o povo hebreu nunca havia ouvido falar de Jhwh, seria um deus desconhecido? Pouco resolveu o nome, Moisés precisou relembrar, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó. Ah, agora sim sabemos que se trata do nosso Deus, o criador de todas as coisas.

E o povo hebreu se alegrou em saber que seu Deus também tinha um nome, quando o próprio Criador nunca se ateve a isso. Até que, ao descer do Monte Sinai, Moisés apresenta os mandamentos de Deus gravados em tábuas de pedra. Não tomarás o nome do Senhor seu Deus em vão. E todos passaram a evitar a pronúncia do santo nome.

Muito tempo se passou. A escrita hebraica evoluiu. E a pronúncia do tetragrama sagrado se perdeu... Ele estava lá na maioria dos livros sagrados dos judeus, mas... Melhor não pronunciar do que fazê-lo errado.

Até que alguém teve uma ideia, um tanto estranha, mas que acabou aceita. Vamos pegar as vogais das palavras Deus e Senhor, em hebraico Elohin e Adonai, e adicionar ao tetragrama e, assim, torná-lo pronunciável. E acabou, no português, ficando Jeová. Estudiosos dizem hoje que a pronúncia de Jhwh deveria ser Iavé ou Javé. Algumas traduções já trazem essas formas.

Mas para os cristãos isso não faz a menor diferença. Em todos os manuscritos antigos do Novo Testamento, o nome de Deus não aparece. O próprio filho de Deus ensinou seus discípulos a  chamá-lo de Pai. Portanto, orareis assim, Pai nosso que estais no céu...

Mas os contradizentes não se conformam. Acrescentaram o nome Jeová na sua versão do Novo Testamento e, mesmo sabendo de como se formou assim, acreditam que se trata de um nome que precisa ser santificado e de uso obrigatório. Porém, nós cremos que o nome de Deus deve ser santificado em todas as suas formas, porque Santo é o Senhor, não uma palavra usada para distingui-lo. Deus é o que é. O Ser divino é que deve ser santificado.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

caderno / Igreja, Sagrada Família

Em Tatuí, ao lado do Paço Municipal, há um templo religioso chamado Igreja Sagrada Família. Jesus, certa feita, anunciava o reino de Deus em local fechado e eis que alguém o interrompe para lhe anunciar que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora, querendo lhe falar. Então, o Mestre divino aproveita para mostrar a organização do reino de Deus e, "...estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: eis aqui minha mãe e meus irmãos, porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe". Agora, ao ver o templo católico romano, penso que faltou apenas uma vírgula. A Igreja é a sagrada família de Jesus.

terça-feira, 15 de abril de 2014

penso eu / Mau tempo

Não gosto quando leio a expressão 'mau tempo' em vez de tempo chuvoso. Nem preciso explicar o porquê, acredito.

artigo / Do agnóstico, do crente e do ateu

Existe uma grande diferença entre um ateu e um agnóstico, que mesmo eles, ateus e agnósticos, muitas vezes não sabem. O agnóstico é um tipo muito comum, que geralmente se apresenta como ateu ou crente. O crente agnóstico é aquele que professa uma fé em Deus, mas vive como se não cresse. Não aceita Deus como seu senhor, agindo independente e muitas vezes contrariamente aos ensinamentos daquele Deus em quem diz acreditar. Também não exerce sua fé Nele quando precisa de ajuda. Da mesma forma, muitos que se dizem ateus, em momentos de fraqueza pessoal, buscam apoio espiritual religioso. São agnósticos, isto é, não tem conhecimento de Deus. Agora, o ateu, na acepção da palavra, é um crente na inexistência de Deus. É a respeito deles que Jesus fala que não tem perdão nesta vida física nem na futura, porque blasfemam contra o Espírito Santo.

O ateu, geralmente, é um intolerante religioso. Não se conforma com aquele que crê, da mesma forma como os fanáticos que se investem contra aqueles que diferem de sua fé. O respeito ao próximo parece ser uma diretriz de todas as religiões, de toda filosofia, dos princípios da civilidade. Poderiam nos perguntar se não seria razoável se manifestar contra a existência de Deus da mesma forma que os crentes podem se manifestar a favor. Mas não é um raciocínio lógico. A crença é própria de quem procura se superar, fazendo o bem. Seria legítimo combater o desrespeito, a ameaça, a agressão, que até podem surgir em meio a fanáticos, geralmente contrariando os próprios princípios que consideram sagrados. Mas não o ato de crer. Crer é um direito sagrado, que ninguém pode subtrair.

fórum / Recepção do novo oficial de justiça, Paulo José Alegre

Marcos, Paulo, Rubens e Mauro

quarta-feira, 9 de abril de 2014

psicoporose / Desinteligências

desinteligências

Não te direi mais verdades.
Dou-te meu silêncio como conforto
Nas tuas horas insanas.
Até que possas digerir realidades.
A verdade não é injetável.


2017

segunda-feira, 7 de abril de 2014

caderno / José Wilker

"Ele é o nosso Jack Nicholson. É um artista completo. Dirigia, escrevia e atuava", disse o ator Felipe Camargo, no velório do ator José Wilker. Gostei da comparação porque, embora pouco assista de dramaturgia, sempre considerei Nicholson como o melhor ator estrangeiro e Wilker como o melhor brasileiro.

quinta-feira, 3 de abril de 2014

caderno / Ditadura

Eu era novo na escola, ainda mal alfabetizado. E a professora pede pra classe escrever sobre o tema "Brasil, ame-o ou deixe-o". Achei muito estranha essa construção. Como assim? Não entendia direito. Ela deu algumas dicas e escrevi não sei o que. Era 1968 e nós usávamos uma fita verde-amarela no bolso da camisa escolar.

caderno / Coen Sensei

Hoje participei de um simpósio sobre Cultura de Paz, promovido pelo Tribunal de Justiça, e que teve como preletora a monja zen budista Coen Sensei. É sempre bom ouvir palavras sábias, mesmo que não originais, porque sofremos diariamente com um grande volume de ódio que são manifestados de todas as maneiras.

terça-feira, 1 de abril de 2014

fórum / Aniversário do Silveira na Central de Mandados

Aníbal, Rosângela, Elvira, Clélia, Silveira (aniversariante), Rubens, Mário e Eduardo Gobbis

Carlos, Aníbal, Elvira, Clélia, Marco Antonio, Silveira, Eduardo, Rubens e Mário

sábado, 29 de março de 2014

caderno / De Coco, Ismael Silva e liderança de recursos humanos

Hoje estive conhecendo melhor a obra de Ismael Silva e o ritmo brasileiro Coco. Ismael Silva foi autor de sambas, não são de minha predileção, mas quis saber mais daquele que tem o mesmo nome de meu pai, meu avô e meu irmão. Quanto ao Coco, tive meu primeiro contato com o ritmo que nasceu entre os estados de Alagoas e Pernambuco num CD da Orquestra de Sopros do Conservatório de Tatuí. Agora, procurei conhecer mais: vi desde roda de samba até música gospel no ritmo do coco. Também assisti a um palestra do ex-presidente do TJSP Ivan Sartori, discorrendo sobre liderança e recursos humanos. Pena que o atual presidente esteja desconstruindo o que ele fez em seus dois anos à frente do maior tribunal de justiça do mundo.


sexta-feira, 21 de março de 2014

caderno / Circuito das Praças

Hoje fiz um turismo rápido pelo Circuito das Praças de Tatuí, quase à meia-noite. Tudo muito tranquilo. Quase ninguém. Comecei pela praça do Museu, passei pela Matriz, Praça do Pinheirão, Paulo Setúbal, Chafariz, Junqueira e, terminando, a Concha Acústica. Duas lanchonetes ainda estavam servindo na praça de alimentação. A Fábrica de Cultura e o bar Dama de Ferro tinham público e música ao vivo. Mais nada. Quinta para sexta-feira. Achei de bom tamanho.

quinta-feira, 20 de março de 2014

caderno / Agenda Positiva do Brasil

Criei, nesta quinta-feira, 20 de março, a página Agenda Positiva do Brasil, no Facebook

para mostrar o que de bom acontece em nosso país. Nada de política. Apenas o que interessa a todos os brasileiros. Agradeço aos amigos que já curtiram ou que irão curtir.

Na descrição, escrevi: Notícias positivas do Brasil oriundas de fontes confiáveis.



terça-feira, 18 de março de 2014

fórum / 1º aniversário da Central de Mandados do Fórum de Tatuí

Mizael, Rubens, Wilson e Renato

homenagem / Diário de Tatuí recebe Moção de Congratulações e Aplausos da Câmara Municipal de Tatuí

A Câmara Municipal de Tatuí aprovou, na sessão ordinária de terça-feira, 18, uma Moção de Congratulações e Aplausos ao Diário de Tatuí, na pessoa do blogueiro Rubens Antônio da Silva, o Rubens Oficial. A homenagem foi requerida pelo vereador Antonio Marcos de Abreu, o Marquinho da Santa Casa (PP), e também assinada por outros vereadores. Na justificativa, Marquinho de Abreu destaca que o diariodetatui.com tem "a brilhante e nobre missão de informar as pessoas sobre as notícias da cidade e região, já foi visitado por milhares de pessoas, cumprindo de maneira ímpar sua obrigação para com o seu leitor, seu internauta, o de informar a verdade, de instruir, divertir e o de propagar nossa cidade".

Nossos agradecimentos ao vereador Marquinho da Santa Casa pela proposição e a todos os vereadores pelo reconhecimento, o que muito nos honrou.




sábado, 8 de março de 2014

fotografia / Jatobá (Hymenaea sp.)

Foto: Rubens Oficial

caderno / Deus nos deu o livre arbítrio?

Deus criou o homem para ser unido a Ele. Na comunhão com Deus, o homem seguia seu caminho do bem. Então, o diabo criou o livre arbítrio, convencendo o homem de que seria vantajoso conhecer o bem e o mal e fazer sua própria escolha. O mal não pode ser uma escolha. Deus é amor e o amor deve ser a única escolha. Hoje, por Jesus Cristo, reconquistamos o direito de viver na comunhão com Deus, e é com Sua força que podemos rejeitar o mal, que conhecemos.

caderno / Somos predestinados a salvação ou condenação?

Quanto à predestinação, lembremos que Deus é eterno, ou seja, não tem início nem fim de dias. Então, passado e presente são tão conhecidos Dele como o presente. Deus sabe os que hão de se salvar. Isto é a predestinação. Quanto a nós, devemos perseverar no Caminho para sermos, dentre os chamados, os escolhidos.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

caderno / LEI DOS 3 RRR - parte 4

Reduzir consumo.

Reutilizar.

Reciclar:
As chapas de raio-X vão se acumulando na casa. A maioria delas não tem valor algum, principalmente quando - graças a Deus - nada de anormal foi encontrado. O que fazer com elas, já que contém metais pesados e não devem ser jogadas no lixo doméstico? Pois aproveite se livrar delas e ainda praticar uma boa ação: leve-as à Santa Casa de Misericórdia de Tatuí. Logo na entrada do hospital há um recipiente apropriado para recebê-las. Elas serão vendidas a uma empresa de reciclagem e renderá algum dinheiro à instituição que tanto precisa.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

caderno / Como posso saber se meu batismo foi realizado corretamente? Devo ou não me batizar na Congregação?

Na Congregação, tudo se decide na comunhão com Deus. Ninguém é induzido nem mesmo convidado a ser batizado. Ninguém é preparado para o batismo. Os serviços de batismos coletivos são marcados periodicamente, conforme a cidade. Ninguém sabe quem ou quantos serão batizados. Todos são exortados a se guiar por Deus. Serão batizados aqueles que sentirem que Deus os está chamando e decidem aceitar o chamado para ser salvo e ter somente a Jesus como seu senhor, numa nova vida em Cristo. Você não precisa questionar se o seu batismo foi correto ou não. Basta estar em íntima comunhão com Deus e Ele lhe mostrará o que precisa ser feito.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

caderno / LEI DOS 3 RRR - parte 3

1 - Reduzir consumo.
2 - Reutilizar
3 - Reciclar:
As sacolas plásticas da Coop, da Casa de Carnes Popular etc são oxibiodegradáveis, que podem ser utilizadas tanto para embalar lixo como materiais recicláveis. As sacolinhas comuns somente podem ser usadas para embalar os recicláveis, pois permanecem no solo por muito tempo.

caderno / LEI DOS 3 RRR - parte 2

1. Reduzir consumo.
2. Reutilizar:
Nos frascos de remédio, encontramos aqueles saquinhos de sílica, um dessecante. Com o fim da medicação, reutilize esse material valioso, que pode ser utilizado em estojos de instrumentos de corda, em coleções de moedas, dentro de sapatos ou bolsas de couro etc, prevenindo o emboloramento.
3. Reciclar.

caderno / Lei dos 3 RRR - parte 1

1. Reduzir consumo:
O cotonete parece fazer parte do kit para o bebê. No entanto, não é de hoje que os pediatras desaconselham sua utilização. Há inúmeros casos de traumatismos de conduto auditivo externo, perfurações timpânicas e mesmos luxações da cadeia ossicular pelo uso de cotonetes. Portanto, não compre cotonetes.
2. Reutilizar.
3. Reciclar.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

vídeo / Facebook: uma retrospectiva


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

psicoporose / Ver

A luz de Deus não queres?
- Outra luz não há!
Ou pensas que as coisas são assim tão fáceis de se ver?

2014

artigo / Sobre a Congregação

A Congregação não tem sua paz atordoada por nada. A CCB não admite em seu ministério pessoas com qualquer tipo de condenação ou que tenha cometido erros comprovados. As divisões ocorrem porque alguns irmãos pretendem mudanças que não conseguem dentro da Igreja, mas pouco prosperam. Não existem incertezas doutrinárias. A CCB é a denominação mais homogênea que se conhece. A internet presta um grande serviço ao divulgar a Obra de Deus, mas o ódio de muitos faz dela um campo de calúnias. Matérias atacam a Congregação ao invés de atacar quem errou. Não existe nepotismo. Pessoas da mesma família no Ministério não é nepotismo, uma vez que na CCB não se admite o personalismo e não há remuneração. Samuel Trevisan criou o Ministério Jandira por não querer se submeter ao Conselho de Anciães, mas querendo se manter aos moldes da CCB. A nova edição do hinário era aguardada há muito tempo, é a de número 5; a edição 4 estava em uso desde 1965. Quanto aos direitos autorais, a Congregação tem seu registro como qualquer outra denominação. A CCA ao invés de atacar a CCB deveria divulgar aquilo que considera correto. A Congregação tem a Bíblia Sagrada como inerrante,isto é, verdade inquestionável. Ela contém a infalível palavra de Deus. (Este assunto demandaria maior espaço. Opositores nem sempre falam mentiras, nem sempre falam verdades, porque são opositores. Por isso, podem ser pontos de partida para a apuração de fatos, mas não podem ser a fundamentação de estudos. A Congregação não é uma academia, mas um povo que procura se guiar por Deus. Luciano, escreve agora um artigo descrevendo o quanto Deus tem abençoado a Congregação, para vermos que você tem pelo menos um pouco de amor por nós. Que a paz de nosso senhor Jesus Cristo esteja entre nós.

fotografia / Manu, Suplicy, Vicentão

Foto de Rubens Oficial

psicoporose / Ameaça

ameaça
as feras dos teus olhos avançaram
como garras, dentes, punhais
no desejo de extirpar todo o bem 

2014

psicoporose / Risível

risível
a criança sorriu
o cachorro, quase
e você se conteve de dó


2014

psicoporose / Flores


vou te mandar muitas flores
para que possas matá-las

porque a verdade é indestrutível

2014

percepções / Rir

rir

rirparanãochorar
paranãochorar
nãochorar
chorar
orar
r
rirpranãomaischorar

2014

sábado, 8 de fevereiro de 2014

caderno / O que vocês acham da Congregação Cristã no Brasil?

Mary / Yahoo! Respostas

Uma obra cristã maravilhosa. A única denominação evangélica de porte que respeita o estado laico, não pedindo benefícios ao poder público. Ninguém é obrigado a pagar nada, seja em dinheiro ou em trabalho, e ninguém é assalariado pelo que faz. Todos aprendem que são servos de Deus e somente a Ele devem obediência. Todos participam ativamente dos cultos a Deus, muito além de ser apenas um espectador. Não há registros de membros porque estes são conhecidos Daquele que os chama para serem seus. O mais importante para a Congregação Cristã no Brasil, assim como as de outros países, é sentir a presença de Deus onipresente e ouvir a sua voz, discernida espiritualmente. Não há espaço para o interesse pessoal porque a doutrina da CCB ainda prevê, além do trabalho movido por Deus e sem remuneração financeira, o homem de Deus não pode usar a Igreja de Deus para se promover, se candidatar a cargos políticos ou buscar se destacar como grande líder. A obra cresce apenas pelo movimento de Deus nos corações dos fiéis a Ele.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

vídeo / Recorde Momentos (Facebook)

inquietações / Trova

vejo lágrimas na alma
em teu sorriso educado
dás o melhor de tua calma
ao homem desesperado 


Rubens Oficial