quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

tweet / Nota zero

domingo, 28 de dezembro de 2014

álbum / Jantar japonês

 Jantar no restaurante japonês Sushiya, em Tatuí. Ótima comida, ótimas companhias.
Edson e Joice
Rubens e Zélia
Leo, Maéli, Josana e Gaby

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

caderno / Cantiga sua partindo-se (João Ruiz de Castelo Branco)

Senhora, partem tam tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.

Partem tam tristes os tristes,
tam fora d'esperar bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

Trata-se da composição mais conhecida do Cancioneiro Geral. Ao contrário das cantigas do trovadorismo, não é necessário traduzir para o português moderno. Não se trata mais do dialeto galeco-português, mas da língua portuguesa arcaica, anterior à sistematização ocorrida no período clássico. Cantiga sua Partindo-se é amplamente conhecida e apreciada, onde a limpidez da linguagem e os achados expressivos servem de coro a uma primorosa síntese do lancinante sentimento de amar e ter de partir, num clima de quase elegia, tão mortificante o sofrimento que no poema se confessa: o ritmo, determinado por uma melopéia propositadamente monótona e plangente qual, cantilena, ondulante e reticente, colabora com eficácia para conferir aos versos um ar de mistério e fugacidade, motivo suficiente para fazê-los de permanente agrado do leitor de poesia.

voo livro / Livro de Ester


Disse Hamã, maroto, a Mardoqueu:
- Hoje serás um 'de cujus'...

Ao que concorda o judeu:
- ... de cuja honra o rei se agrada.



vídeo / 2014: Year in Photos in Google+