domingo, 11 de outubro de 2015

A evangelização

(Rubens Oficial)

Na parábola do semeador, Jesus mostra quatro situações daqueles que recebem o evangelho, três de forma negativa e três positivamente. O primeiro negativo é aquele que não dá crédito ao evangelho e, conservando com outras pessoas descrentes, deixa de meditar na mensagem que recebeu, como a semente que foi engolida pela ave porque estava exposta à beira do caminho. Os outros dois negativos receberam bem a mensagem do reino dos céus, creram nela e por um tempo militaram no Caminho do céu. Porém, com o passar do tempo, foram provados de maneiras diferentes. Um é desanimado pelas lutas diárias, sem revolta e deixa do seu Senhor. É comparado à semente que caiu sobre pedras e que não criam raízes profundas. O outro, diferentemente, prosperou na vida socioeconômica. Poder-se-ía dizer que estaria 'abençoado'. Mas, não. Os cuidados com seus negócios tomariam conta de sua vida sem deixar espaço para a submissão ao reino de Deus. Está aqui a semente entre espinheiros, sufocada por seus interesses e preocupações.

Mas o reino de Deus avança. Sempre há aqueles com um coração preparado pelo Senhor para as boas obras. Estes também se dividem em três grupos. Uns produzem 100% do que se espera, são os crentes consagrados. Outros, 60%, ainda são chamados de tementes a Deus. Merecem um cuidado especial o terceiro grupo que produz apenas 30%, os chamados fracos na fé, porém não menos amados. Que ninguém diga de si mesmo: eu produzo 100%. Ou ainda: meu irmão produz apenas 30%. Com certeza estará enganado, porque a humildade é essencial ao amor, e este é o fundamento do evangelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário