sábado, 26 de dezembro de 2015

discurso / A Estêvão e Evelyn

(Rubens Oficial)

Estevão Maciulevicius Cleto e Evelyn Maria Ferreira de Freitas se casaram no dia 25 de novembro, às 10h30, em Alumínio.

Uma nova história se inicia. Dois que andavam por caminhos diversos de repente se viram lado a lado, olhando na mesma direção. E o caminho se tornou mais lindo, as fraquezas já não se sentia mais, as incertezas já se dissipavam, e a vontade de avançar foi absoluta. Os semblantes agora são de regozijo, as falas são de sonhos. Não os sonhos da ilusão, mas o sonho merecido de quem ama. A solidão deu lugar ao companheirismo e a busca deu espaço à construção de um projeto de vida.

“Venerado seja, entre todos, o matrimônio”, está escrito Aos Hebreus. Entre todos os homens e mulheres do mundo, vocês se escolheram como companheiros de vida. Selaram um pacto de construir juntos um futuro jubiloso. Como dois num só corpo, agora os desejos, os planos e os empreendimentos serão compartilhados. Mesmo que ninguém os entenda, vocês se entenderão, porque não haverá mais segredos entre si, porque confiança e compreensão agora farão parte de seus projetos. Diálogos, diálogos, diálogos... mesmo que possa parecer exagero, é isso que vocês mais farão, porque tudo o que interessa a um passa a interessar ao outro, porque o sucesso de um é obrigatoriamente o sucesso do outro. Unidos, as alegrias serão somadas e as tristezas divididas. 

O evangelho compara o casamento à união de Cristo e a Igreja. Assim como Cristo amou a Igreja e deu a vida por ela, assim o marido deve amar a sua esposa, protegendo-a e defendendo-a. E a mulher deve honrar o seu marido, trazendo-lhe paz e ânimo. Não é hora de pensar na guerra, mas é oportuno levantar fortalezas fundadas no amor, na confiança e na fé.

Harmonia passa a ser uma palavra sagrada. Ninguém tem o direito de tocar no que o amor de um casal construiu com paciência, renúncia e compreensão. O edifício da família feliz é construído e reconstruído dia após dia com entusiasmo e perseverança.

O casal prudente não mede esforços para agradar, prestar cuidados e motivar um ao outro. Dizer “eu te amo” é a ratificação de uma realidade invencível diante da vida. Um beijo é a garantia de um sono de paz. Outro beijo ilumina momentos de ausência.

Não deixem que o ciúme, a discórdia e as intrigas interfiram em suas vidas. É preciso exercer a capacidade de pedir perdão, de perdoar, de não dar lugar ao rancor. Unidos é que vocês vencerão as dificuldades. É preciso ser grato por tudo o que um significa na vida do outro. 

Agora, duas famílias foram enlaçadas. A sabedoria não deixará que nenhuma delas seja desprezada. Um círculo maior de amor as alcançará, no respeito aos pais e no temor de Deus. Lembrem-se: A felicidade de um casamento duradouro só depende de vocês. Parabéns.

(Discurso no casamento de Estêvão e Evelyn, na chácara Lituânia, em Alumínio/SP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário