segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Emoções negativas bloqueiam o raciocínio

(Rubens Oficial)

No livro A Libertação da Vontade, o dr. Norberto Keppe ensina que o raciocínio humano não consegue chegar à realidade quando passa, ou melhor, quando é bloqueado pelos sentimentos da inveja, ódio ou rancor. Acrescento aqui o preconceito. São emoções negativas que rechaçam a aceitação da verdade. 

Para o homem viver honestamente, é indispensável a incorporação do amor. Este sim é o sentimento da ética, que canaliza o raciocínio para a realidade, corrigindo distorções. É aquele momento em que se diz “é verdade mesmo”, “isso é verdade”, “isso não podemos negar”, “você está certo”.

O amor joga fora o egoísmo e permite a percepção do que ocorre ao redor. O homem movido pelo amor é o “sal da terra”, a “luz do mundo”.

Muitas tragédias foram evitadas graças à simples presença de alguém portador do sentimento do amor. Muitas outras poderiam ter sido evitadas se se desse oportunidade ao amor.

Todo ato resultante do raciocínio deturpado pelo ódio, pelo rancor, pela inveja ou preconceito resulta em caos, em desinteligência, em comoção, num círculo vicioso de destruição da humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário