domingo, 9 de agosto de 2015

CAIPIRAS SÃO OUTROS

(Rubens Oficial)

Houve um tempo quando, ao ser perguntado sobre o Brasil, um estrangeiro dizia que se tratava de um país onde se convivia com animais selvagens e as mulheres andavam nuas pelas ruas. Caipiras. Mesmo Fernando Henrique Cardoso, quando do presidente da República, deslumbrado com os países ricos, chegou a dizer: “somos ainda caipiras’.

Mas o brasileiro da cidade grande não admite ser chamado assim, caipira é o morador do interior. Tenho uma prima que morava na Grande São Paulo e se queixava de que era tratada como caipira na Capital. Quando vinha para o interior, dizia que “morava em São Paulo”, ou seja, caipiras são vocês.

Mas um dia, para melhorar de vida, veio morar em Tatuí. Então suas amigas dos subúrbios estranharam: o que você vai fazer no interior, criar galinhas? Não, não ia criar galinhas. Em Tatuí tem indústrias, escolas, comércio, hospital e tudo o que uma cidade média tem..

Mas em Tatuí também não encontrou muita gente disposta a assumir o status de caíra, não. Caipiras são os moradores da roça, a zona rural. Mas, afinal, quem são os caipiras? Bem, caipiras são os moradores do mato, como o próprio nome diz: caa (mato) e pira (mato).

Está aí, quem é o morador do mato? Claro, o índio. Sim, o índio é o caipira, sem dúvida. Mas a palavra é de origem indígena e os nativos não se referiam a si mesmos como caipiras. Quem eram eles, então? Ah, sim, caipira é o mesmo que caapira, que é o mesmo que caapora, que é o mesmo que caipora, que é... um ser mitológico que assombrava as florestas, que aparecia apenas na penumbra da mata. Um ser misterioso que habitava no mato. Agora encontramos o caipira. Se ele também não aparecer para nos dizer que “caipiras são os outros”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário