sábado, 6 de agosto de 2011

trago as mãos vazias
te oferto flores da alma
tudo entre nós é indestrutível

Nenhum comentário:

Postar um comentário