quarta-feira, 12 de maio de 2010

sob medida

Quando surgiste em minha vida,
me parecias uma encomenda.
Eras exatamente do número
do meu coração.
Te aconcheguei à minha alma
e fui feliz.
Eras a menina do dedo verde,
que enchia de flores os meus caminhos.

Passaram-se dias de triunfo.
Durante um ano,
foste para mim um anel de grau.
E me senti bacharel em matéria de amor.

Mas, passaram-se os dias!
E partiste como uma mensageira
que cumpriu sua missão.
Serena e sem vacilar.
Como surgiste, sorrindo te vi na despedida.

E agora?
Outra pessoa calejará meu coração.
Sei que não serei mais feliz.

- Em matéria de amor não conquistei licenciatura plena.


Tatuí, 1979

Nenhum comentário:

Postar um comentário