quarta-feira, 12 de maio de 2010

coração

Sinto um vazio em mim.
Um vazio de você.
Como é difícil
essa distância!
É como se em mim
faltasse um membro
- um membro ligado ao coração.
Por mais que eu ordene
- vai, coração, vai! -
não adianta.
Está está estagnado,
não caminha.
- Prostrou-se aos teus pés.
Você surgiu como uma venda,
não me deixa ver além de você.
Parece que tudo, tudo
se concentrou em você.
Mas de que adianta,
Se não me amas?
E eu queria todo o seu amor,
não parte dele.
Dessa forma, você se cansaria de mim,
alguém que não é tudo.
Por isso, então, eu grito:
Vai, coração, vai!


Tatuí, 27.04.1980

Nenhum comentário:

Postar um comentário